SnowAdventures - Ski e Snowboard Reserva de Hotéis Estados Unids, Eurospa, América do Sul
Home  |  SnowAdventures TV  |  Estações  |  Artigos  |  Vídeos  |  Forum  |  Blog  |  Links  |  Contato  
  FAQ FAQ  Procurar o fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar


Relato: Caviahue Agosto 2010

 Responder Responder
Autor
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
MarcosChrispim Veja o Drop-Down
Iniciante
Iniciante
Avatar

Registrado: 24 Sep 2010
Localização: Rio de Janeiro
Status Online: Offline
Mensagens: 36
  Citação de  MarcosChrispim Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Tópico: Relato: Caviahue Agosto 2010
    Enviado: 24 Sep 2010 em 2:49am
Desculpem o delay entre a viagem e o post, é que só me registrei agora...

Primeiro contato com neve (e esportes de neve) na vida!

Convidado pelo Chicão (Chico Magalhães), me juntei ao grupo organizado pelo Marcelo "marrentino" Olivetto pra conhecer Caviahue, talvez a menor e menos conhecida das estações de esqui da Argentina.

A viagem foi um tanto cansativa (atrasos no Tom Jobim e Aeropark-BsAs, chegamos em Neuquén cerca de 5h depois do previsto; daí mais 6 horas de ônibus até Caviahue, um povoado de 600 habitantes na Patagônia setentrional, a menos de 10km da fronteira com o Chile.

O primeiro dia estava nublado, 3-4ºC, mas a quantidade de neve (1,80m na base, a 1650m) deixou a galera animada. Depois de nos acomodarmos nas cabanas - bem rústicas, mas aconchegantes - fomos de van conhecer a estação, distante 1,2km. Isso depois de correr atrás do equipamento, já que ainda não havia comprado o meu e porque lá o aluguel é baratíssimo (R$200 pela semana toda, completo). Encontrei quase em frente ao hotel, numa lojinha de um casal extremamente simpático e atencioso.

A estação é bonitinha mas bem simples, os lifts parecem antigos ou de "segunda mão", mas tudo funciona a contento. Fiz de cara uma aula coletiva com mais 3 rookies de nosso grupo, mas que não rendeu muita coisa. Daí fui pro front, começando pelas pistas verdes, que lá chegam a dar sono ou impaciência (muitos trechos planos, pouca emoção). À tarde, encorajado pelos veteranos, já encarei umas azuis: vários tombos, como seria de se prever, mas nenhum sério.

Impressão geral do primeiro dia: "essa coisa de vestir 3 camadas de roupa é MUUUITO chato!!! Pior que isso, só o esforço pra levantar a cada tombo..." Confused

No segundo dia acordei querendo uma cadeira de rodas sobre esquis. Mas com o incentivo da galera, e porque fomos brindados com céu de brigadeiro, parti pra dentro e, depois de receber várias dicas valiosas da Patricia (esposa do Marcelo), que valeram por uma aula particular, já consegui descer umas vermelhas - que lá, pelos comentários que ouvi, são tranquilas, porque muito largas e sem nenhum crowd. Neve powder, o pessoal mais antigo se acabando no fora-de-pista. Comecei a gostar da brincadeira! Wink

No terceiro dia, ainda com sol: subi com algumas pessoas de trator (uma delas fez "tow up") até o topo do vulcão Copahue (2958m), de onde se avistam outros 3 vulcões, um deles já no Chile. Muito vento (que inclusive varre a neve do cume), lindas paisagens e o interessante contraste do frio (-15ºC) com a boca fumegante, cheia d'água a +40ºC. Uma das paredes inclusive me deixou muito afim de fazer um rapel, mas como não havia levado equipamento, ficou pra uma próxima vez.

No quarto dia, nublado e muito vento contrário, ficou difícil e cansativo esquiar. A galera resolveu construir uma rampa na neve fofa pra treinar saltos. Muito legal!!! Pena que não consegui nem acertar a rampa... LOL

No quinto dia, ainda nublado, fiquei na base pra cuidar de um amigo machucado (lesões de ombro e joelho). Fiz acupuntura nele e depois fomos pra massagem com as índias mapuches (todas clones da Mercedes Sosa) e a hidro com a tal água vulcânica: cheirinho ruim mas bem relaxante, e a pele fica lisinha.

Sexto dia: sol de novo, aflição pela proximidade do fim da viagem, hora de aproveitar ao máximo e tentar filmar alguma coisa pra ter o que mostrar na volta pra casa. Deu tudo certo, show de bola!!! Clap

Impressão geral: Caviahue ainda precisa melhorar muito em infraestrutura pra receber turismo internacional (parece que só estão preparados até agora pra turismo interno - falta transporte urbano (a cidade toda só tem 2 táxis!), há poucas opções de lazer noturno, nenhuma acomodação de luxo). Mas valeu, mesmo assim. Recomendo especialmente o bife de chorizo de 500g da Parrilla del Nito e a pizza de chocolate com frutas silvestres do Vientos Sulfurosos. Thumbs%20Up

Isso sem falar na galera, MUITO maneira, todo mundo muito acolhedor e divertido. Com certeza essa trip foi a primeira de muitas!!!!!!

 
2010 Caviahue
2011 LaPlagne/Portillo/ValleNevado
2012 Grandvalira/Chapelco/CerroBayo/CerroCatedral
2013 Brighton/ParkCity/TheCanyons
2014 Whistler

Voltar para topo
Demetrio Veja o Drop-Down
Pro
Pro
Avatar

Registrado: 06 Apr 2009
Localização: Vancouver
Status Online: Offline
Mensagens: 465
  Citação de  Demetrio Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Sep 2010 em 10:17am
Valeu Marcão!!!!
Muito bom mesmo. E aquele bife de chorizo do Nito....
Ainda bem que não me machuquei, porque massagem com clones da Mercedes Sosa não rola.
Abs
Demetrio Perez Jr
dgpjr98@gmail.com
Voltar para topo
maikechedan Veja o Drop-Down
Iniciante
Iniciante


Registrado: 05 Apr 2012
Status Online: Offline
Mensagens: 2
  Citação de  maikechedan Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 05 Apr 2012 em 4:21am

Pleasant One-way links: Coach Purses USA | Coach Outlet  Online Retailer | Coach Manufacturing facility Outlet | Coach Factory Outlet Online | Coach Factory OnlineThis previous Sunday, I attended the Moncler Grenoble FW 2010 presentation, and being a bag human being, I used to longchamp bag be promptly drawn in direction of using fanny packs. Let's just say it absolutely was somewhat extensive.

 Types stood motionless on 4 stages of scaffolding; spotlights shone on unique teams of them for the tune of classical and opera songs. I daresay it was all pretty dramatic and wonderful, given that I'm a personal lover of Moncler, but I couldn't support but surprise concerning the fanny packs. They have been fairly big and round, and that i couldn't support but question in the event the styles experienced tiny heaters tucked within them. Not that they would need heaters; if there's nearly anything Moncler is recognized for, it's the warmth that their signature shiny puffers deliver.

There's no denying the chic of Moncler. Carine Roitfeld was at the presentation, hunting each little bit her insanely glamorous self; if that doesn't indicate a severe spike in chicness, then I don't know what does. It's possible you'll keep in mind the Fendi & Moncler Spy Handbag, that wonderfully bulbous incarnation of the coveted Spy. Is that any indication of the possible success of these fanny packs?

Though I loved the Moncler Spy and adore my own Moncler coat, I just can't fathom the fanny pack currently being put to practical use in 'a city atmosphere,' as Moncler Grenoble claims to be. Maybe it's cute to hit the slopes, but the streets? Not so much. Perhaps I'm remaining a little bit closed-minded, but longchamp tote the packs are just to big and too spherical to be taken seriously while firmly attached to someone's waist. Keep in mind that this is coming from a girl who seriously considered purchasing a pair of Moncler booties. A Moncler belt with a small pouch I'd love. I'd rave after a Moncler crossbody, or even a ridiculously puffy tote. But I'm afraid I'm not a enthusiast of the fanny.


Voltar para topo
 Responder Responder

Ir para Permissões do Fórum Veja o Drop-Down

Bulletin Board Software by Web Wiz Forums® version 9.08
Copyright ©2001-2008 Web Wiz
Copyright 2006-2007 - SnowAdventures