SnowAdventures - Ski e Snowboard Reserva de Hotéis Estados Unids, Eurospa, América do Sul
Home  |  SnowAdventures TV  |  Estações  |  Artigos  |  Vídeos  |  Forum  |  Blog  |  Links  |  Contato  
  FAQ FAQ  Procurar o fórum   Registrar Registrar  Entrar Entrar


Esqui na Nova Zelândia

 Responder Responder Página  <12
Autor
  Tópico Procurar Tópico Procurar  Opções do Tópico Opções do Tópico
Eder Veja o Drop-Down
Pro
Pro


Registrado: 02 Aug 2008
Localização: Rio de Janeiro
Status Online: Offline
Mensagens: 410
  Citação de  Eder Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 15 Sep 2017 em 3:18pm
Ohau é um centro de esqui pequeno, só com uma cadeira dupla e lenta. A montanha é vertical para os padrões neozelandeses, face sul e com umas poucas pistas e com pinta de ter um fora de pista divertido. Promete, mas no único dia que fomos estava tudo gelo, pra qualquer lado. Passamos a manhã descendo duas pistas e eu ficava vibrando feito britadeira quando tentava às vezes sair um pouco para o fora de pista. O centro estava bastante vazio. Havia uma equipe pequena de esquiadoras norte-americanos. Aí começou a chover depois do almoço e nos mandamos

Embaixo do centro de esqui, está o Lake Ohau Lodge. É meia hora de viagem entre o lodge e o resort por uma estrada de terra que já dá medo no seco, com neve ou gelo deve ser muito, mas muito tenso. Essa estrada também atravessa um córrego, não sei como pode ser com muita chuva. É a estrada mais tensa para esquiar que já peguei na vida! Felizmente, há um ônibus que faz essa viagem para os hóspedes que quiserem, mas só sobe uma vez ao dia.

O lugar é muito bonito, às margens do lago Ohau, e o astral é fantástico. Só ir e passar uma noite no lodge já vale a viagem.

Voltar para topo
Eder Veja o Drop-Down
Pro
Pro


Registrado: 02 Aug 2008
Localização: Rio de Janeiro
Status Online: Offline
Mensagens: 410
  Citação de  Eder Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 16 Sep 2017 em 11:15am
Mount Hutt é da mesma concessionária de Coronet Peak e The Remarkables, embora já esteja bastante longe de Queenstown. Igualmente tem boa estrutura, o acesso é por estrada de terra de 13 km mas que é boa. Há três cadeiras, mas só me interessou a Summit Six Chair, bem rápida e que dá acesso a todo o centro de esqui. A parte mais alta estava com muito gelo, pistas e o fora de pista. Nas pistas mais baixas, mais fáceis, havia menos gelo. Ninguém tentou nenhum fora de pista no centro inteiro, sem condições por causa do gelo, apesar de o centro ser face sul.

Fica difícil fazer algum julgamento numa condição dessas. Realmente só resta elogiar a estrutura. Também, a partir do topo da Summit Six Chair, tem um caminho fácil até a base pela crista da montanha chamado Virgin Mile Ridge que tem uma vista impressionante do vale do rio Rakaia até o Oceano Pacífico. E Mt Hutt está a 70 km do oceano em linha reta.
Voltar para topo
Eder Veja o Drop-Down
Pro
Pro


Registrado: 02 Aug 2008
Localização: Rio de Janeiro
Status Online: Offline
Mensagens: 410
  Citação de  Eder Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 17 Sep 2017 em 11:53am
Porters, nosso último destino de esqui. Diferentemente de Mt Hutt, Porters recebe muito sol direto. O que havia gelado à noite foi derretendo com exceção de uma face que representava mais ou menos 1/3 do resort, essa permaneceu bem gelada todo o tempo.

Por sorte, havia bastante quantidade de neve e, da parte que foi derretendo, havia uns fora de pista bem longos e inclinados a partir do topo da T-bar Sundance e isso deu muito rock, nunca havia me divertido tanto com “spring snow”!

A única cadeira é lenta. Os acessos às partes mais altas são por T-bar. Para chegar a Porters, tem que pegar 11 km de estrada de terra, mas sem sustos.

Foi um ótimo dia de esqui de despedida que a Nova Zelândia nos proporcionou.
Voltar para topo
Eder Veja o Drop-Down
Pro
Pro


Registrado: 02 Aug 2008
Localização: Rio de Janeiro
Status Online: Offline
Mensagens: 410
  Citação de  Eder Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 18 Sep 2017 em 3:45pm
CONCLUSÃO:

Vou começar dizendo que a Nova Zelândia definitivamente entrou para o meu calendário de esqui do hemisfério sul. Tentarei sempre revezar com Argentina e Chile.

Se não tem muito tempo, vá direto para a ilha do sul. Mas onde? Aí é que o interessante, a NZ tem uma rede de hospedagem excelente e “barata”. Havia muita oferta e estava vazio quando fomos, em pleno inverno (15jul-15ago). Desça em Queenstown ou em Christchurch, alugue um carro e descubra onde está bom para esquiar. Acho que vale arriscar e não fazer uma reserva prévia. Eu disse acho, não disse tenho certeza, hem? Aposto que encontrará um ótimo motel com cozinha por NZD 100/NZD 120 a noite para um casal. Há ótimos supermercados e muitos restaurantes pra todo lado, mesmo que a cidade seja minúscula, tipo 300 habitantes.

Precisaria claro ir mais vezes para julgar melhor os centros de esqui porque esquiar é sorte também (vocês sabem, né?), mas a estrutura dos centros de esqui me surpreendeu bastante positivamente. Eu achava que eles seriam mais toscos, mas é o contrário. Isso comparando com Argentina e Chile.

A ilha do sul é belíssima, as estradas são boas, as pessoas são amáveis. O lugar é tão seguro que as pessoas chegam no resort e jogam as mochilas em qualquer lugar e vão esquiar. Ninguém mexe. Nunca tinha visto isso nem no Canadá e nos EUA, lugares que já acho bem seguros.

A Nova Zelândia também não é tão longe, a grande diferença do fuso (15h em relação ao Rio) dá a ideia de ser o dobro ou mais da distância para a América do Norte ou para a Europa, mas não é pior ou muito pior que ir para Canadá, EUA e Europa, locais para os quais a gente precisa também de voos de conexões e ainda transporte rodoviário. É um voo para Santiago ou Buenos Aires e, de lá, direto para Auckland. Com pouco tempo, tipo uma semana, realmente é melhor ir para Santiago para esquiar, mas se tem uns 15 dias, aí vale muito a pena ir para a NZ.

Ao alugar um carro, atenção que a Nova Zelândia foi o único lugar no mundo que nos exigiu a carteira internacional de motorista!
Voltar para topo
toccafondo Veja o Drop-Down
Iniciante
Iniciante
Avatar

Registrado: 15 Jan 2011
Localização: BH uai!
Status Online: Offline
Mensagens: 21
  Citação de  toccafondo Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 23 Apr 2018 em 1:47am
Valeu pelas dicas Eder!

Como curti o Canada em dezembro e março, pintou uma vontade de curtir HS mas fora do eixo Argentina/Chile.

Como a TAM tem uma promo, acho que vou fechar uma trip para fins de julho e começo de agosto, torcendo para ter neve, mas se não der, ao menos há a oportunidade de conhecer um pais bem bacana.
Voltar para topo
Eder Veja o Drop-Down
Pro
Pro


Registrado: 02 Aug 2008
Localização: Rio de Janeiro
Status Online: Offline
Mensagens: 410
  Citação de  Eder Citação de   ResponderResposta Link direto para este Post Enviado: 24 Apr 2018 em 10:32am
Toccafondo, dou a maior força. Neste ano, vou testar a minha hipótese de que é fácil encontrar hospedagem na Nova Zelândia e que posso comprar a passagem (esta com alguma antecedência por causa do preço), ver onde está bom de neve e fazer as reservas de hospedagem na véspera. Em plena temporada 2018, vou descobrir onde está bom e simular as reservas, sem confirmar porém. Se der certo, farei isso pra valer quando eu voltar, provavelmente em 2020. Este ano será Chile e ano que vem quero atacar a Argentina.

A passagem aérea provavelmente será Rio-Queenstown porque, além de ser uma cidade linda, a maioria dos centros de esqui da Nova Zelândia estão nas suas proximidades.

Voltar para topo
 Responder Responder Página  <12

Ir para Permissões do Fórum Veja o Drop-Down

Bulletin Board Software by Web Wiz Forums® version 9.08
Copyright ©2001-2008 Web Wiz
Copyright 2006-2007 - SnowAdventures